24 de out de 2010

Poesia de Domingo



Carta de Amor


Todas as cartas de amor são ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras, ridículas.
As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser ridículas.
Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são ridículas.
Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor ridículas.
A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são ridículas.
(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente ridículas.)


Fernando Pessoa




Ótimo domingo! Beijo.

2 Opiniões:

Ramos disse...

Num tem poesia de segunda?
Pra animar o povo assim como eu, que to na merda do meu trabalho? UHuhuahauhauhau

bjuss


www.suportedamente.blogspot.com

Ká Moraes disse...

Ramos: Oi querido, acho que não viu. Vou ver se posto algo diferente de segunda pra animar seu dia. rs BeijãoO!

Related Posts with Thumbnails
 
A Piece of Me. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino