31 de out de 2010

Poesia de Domingo


Liberdade

O dizer da liberdade?
Liberdade de expressão?
De sentimentos?
Quem sabe de atos?

O que dizer da liberdade?
Daquela que sentimos ao rir sozinhos
De quando podemos saborear um sorvete,
sem nos preocuparmos se está derretendo nos dedos

O que dizer da liberdade?
Sensação de infinito?
Quem sabe de alegria?
Seria sensação de nuvem?

O que dizer da liberdade?
Aquela que nos faz voar
Que nos traz paz interior
Com gosto de falas sem receios

O que dizer da liberdade?
Talvez em excesso,
que nos causa aflição
sem saber que rumo tomar.

O que dizer da liberdade?
Quando o que queremos é prisão,
ser aprisionado em um coração alheio,
para toda a eternidade?

O que dizer da liberdade?
Se não podemos ser livres?
Não realmente
Não do jeito que buscamos ser

O que dizer da liberdade?
Será realmente necessária, 
essa tal liberdade que nos mantém cativos
de nossa vontade de ser livres. 

Kátia de Moraes




Tenham um ótimo feriado! Beijo!

29 de out de 2010

Auto Retrato!



OMG! Acho que sou viciada nessas brincadeiras. huahauhaua Eu vi essa brincadeira no blog da Dani, do Expressind My Mind, que por sua vez viu no blog do aniversariante do dia Alexandre, do Lost in Japan. Congrat's Alexandre, tudo de bom, vio. =D Então, continuando, eu simplesmente adorei a brincadeira, e como disse a Dani, também me fez lembrar dos Cadernos de Perguntas que fazíamos na escola. Amei! rs Segue então:


Um auto retrato, baseado em 20 questões prévias que deverão ser respondidas com sinceridade.

Você responde as perguntas e no final, agrega mais uma e passa a brincadeira adiante.



1 – Se me dou bem com minha sogra?
Bom... Estou casada há quase 3 anos, e no início foi meio complicado, afinal meu marido era o primogênito e xodó, foi difícil desgarrar. rs Mas hoje, posso dizer que eles são minha segunda família, e minha sogra é uma terceira mãe pra mim (a segunda é minha vózinha). Fora o fato de ela ser extremamente preocupada e zelosa, nos damos bem sim, não a critico por tal comportamento, afinal, ainda não tenho filhos e não sei como será o meu jeito de lidar com certas situações, inclusive o casamento deles. 


2 – Qual o seu desafio?
Meu desafio é superar meus limites, é tentar ser uma pessoa mais calma, tentar não guardar coisas ruins que passo e/ou já passei, tentar cobrar menos de mim. 



 O que diria a seu chefe se ganhasse a Loteria?
Ah, hoje sou uma pessoa autônoma, então não tenho chefe, mas se fosse a última (essa a Dani e a Jacky vão sacar), eu diria: "Meu beim... Quem disse que eu estava procurando ser o perfil da empresa? Helloooo!! Sou mais eu!! Pode ficar com o emprego e com a mediocridade dessa empresa que não sabe tratar todos os funcionários da mesma forma. Estou fo-ra! FUI! E até nunca mais, pois estou indo para o Haway! hahahahahah 



 Que faria se descobrisses que alguém te está mentindo?
"A mentira nunca vive o suficiente para envelhecer." - Sócrates. O tempo revela todas as coisas, acho que tentaria manter distância e deixaria ver até onde iria a capacidade da pessoa de continuar mentindo.


5 – Se tua casa sofre um incêndio e apenas podes salvar uma única coisa, que salvarias?
Meu marido.


6 – Entras num local com muita gente, que fazes?
Ôxe, depende né. Se for uma festa, uma baladinha, me misturo, faço amizades, mas se for uma 25 de Março da vida, aíi é complicado, não dá pra se misturar e fazer amizade, faço de tudo para conseguir atravessar logo a multidão fedida e chegar aonde quero. rs



7 – Vês um recipiente meio cheio ou meio vazio? Porque?
Não entendi direito essa, mas vou considerar que é minha preferência, se meio cheio ou meio vazio. Prefiro meio cheio, se for um suco natural ou uma Coca bem gelada, e meio vazio se for um café puro. 



8 – Encontras uma Lamparina Mágica. Que três desejos pedes?
Os três primeiros seriam mais três desejos de cada. hauhauhaua Assim, teria nove desejos. rs Tendo então nove, pediria paz, felicidade, saúde, amor sempre, união na família, justiça no mundo, extinção de pessoas más, mais verde, e dinheiro para viver bem.



9 – O que te levou a criar um blog?
Amo internet, amo navegar e amo tudo que é novo. Sendo assim, me atraiu a ideia de criar um diário virtual onde muitas pessoas leriam e dariam suas opiniões. Decidi criar para expor meus pensamentos, e para livrar um pouco minha mente de tanta informação.



10 – Se fosses um dinossauro, como te chamarias?
Eita! Quem fez essa pergunta? haha Não sei, quem sabe Saura? Sei lá. hauhau


11 – Você mudaria algo no seu passado?
Teria curtido mais a minha adolescência ao invés de me tornar adulta logo. Teria esperado um pouco mais para me casar (não que eu me arrependa, of course que not, mas teria esperado mais). Teria gritado mais por meus direitos. Teria chorado menos por problemas que sabia que não poderia resolver, pois não dependiam de mim. 



12 – Qual é o teu Sonho?
Ser feliz, sempre.


13 – O que de mais vergonhoso fizeste?
Nunca fiz nada da qual pudesse me envergonhar.



14 – Se fosses um animal, qual serias?
Ah, meu signo diz tudo. Seria um leão, ou quem sabe um colibri. Poderia ser também uma pantera, lince ou um cavalo selvagem. Sei lá, poderia ser muitos animais, mas com certeza seria indomável e forte.


15 – O que nunca farias por dinheiro?
Dinheiro que vem fácil, vai fácil. Não roubo, não mato, não engano, não trapaceio, não me prostituo, não trafico, não sei ser desonesta.



16 – O quê ou quem é capaz de tirar-te do sério?
Contrariedade. Odeio que me contrariem, não gosto que fiquem teimando comigo sem ter a razão, odeio que me critiquem ou que me julguem. Sinismo. Não suporto sorriso sínico, gente que não sabe conversar seriamente e ainda zomba do assunto com aquele sorriso que sobe até o último no termômetro de furor. 



17 – O que fizeste em tua Vida de que tenhas tanto orgulho?
Sou fiel! Tenho fidelidade em qualquer relacionamento, tanto amoroso quanto afetivo.



18 – Como gostarias de te enamorar?
Acho que a pergunta certa seria o tipo né? rs Bom, já tenho o meu, que é magro, fortinho, cabelos cacheados e olhos verdes. But, psiu, é MEU! hahahaha



19 – Com que personagem, famoso ou não famoso, gostarias de parecer-te?
Com certeza, gostaria de ter o rosto parecido com o da Angelina Jolie e ter o corpo parecido com o da Juliana Paes. ;)


20 – O que prezas mais na Vida?
Sinceridade, dignidade, respeito, educação, caráter, humildade e honestidade.


21 – O que significa AMIZADE para você?
Os amigos são a família que podemos escolher. 



22  O que acha da violência infantil?
òó Não dá nem pra expressar o que eu acho. É o cúmulo do abuso, da injustiça, da covardia, da falta de caráter, é um absurdo, é inescrupuloso, é horrível.



23  O que vc acha dos presídios brasileiros?
Acho que há muita corrupção dentro dos presídios, e por isso, muitos criminosos saem da cadeia pior do que entraram. Há muitas pessoas boas e que caíram lá por amor a alguém, ou por medo de dizer a verdade e morrer quando sair. Acredito que os culpados devem ser punidos sim, mas em condições humanas de vida. As cadeias femininas são consideravelmente melhores do que as masculinas, mas não deixam de ter ratos e baratas andando por entre as detentas em determinados centros de detenções.



24  Qual a sua maior qualidade? Porque?
Sou responsável e amiga. Nunca deixo de pagar uma conta, não deixo de ir a um compromisso sem ao menos avisar com antecedência. Sou amiga porque sou, estou sempre presente nas horas boas e ruins.



25 – O que te faz querer viver?
Saber que um dia, entrarei no reino dos céus, saber que um dia darei luz a uma vida no meu ventre, saber que posso fazer outras pessoas felizes, saber que minha vida não foi vivida em vão, saber que um dia serei plenamente feliz. 




Agora segue a pergunta de minha autoria para que a brincadeira possa seguir adiante.


26 – O que você faz para ser feliz? 


É isso aí! Deixo o convite para quem quiser levar a brincadeira para o seu blog e continuar com as perguntas. rs


Um grande beijoO! 

27 de out de 2010

Minha ausência



Pessoas queridas do meu coração. Estou meio ausente por falta de internet. rs 
Que saudade do meu blog, da "blogosfera", dos amigos deste mundo virtual. Saudade que sinto de escrever, de desabafar, de criticar e de contar novidades. Saudade! 
Meu speedy ainda não chegou, então terei que continuar sem postar por um tempo, porque ir pra Lan House, só por God né. Não que eu tenha algo contra, no way, é que prefiro o aconchego e privacidade do meu lar ou do escritório que trabalho de vez em quando. 
Hoje vim para me desculpar por tamanho abandono, e para agradecer por estarem sempre presentes, por visitarem meu cantinho e por não esquecerem de mim. 
Peço só um pouquinho de paciência comigo, pois até sexta-feira que vem acho que tudo se ajeita, e poderei voltar a postar continuamente como antes. 
Assim que eu puder, também manterei minhas visitas ao canto de todos vocês, pois amo ler o que escrevem. Por enquanto será assim, esporadicamente, no entanto, não me abandonem. =) 




Fiquem com Deus, grande beijo.

24 de out de 2010

Poesia de Domingo



Carta de Amor


Todas as cartas de amor são ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras, ridículas.
As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser ridículas.
Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são ridículas.
Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor ridículas.
A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são ridículas.
(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente ridículas.)


Fernando Pessoa




Ótimo domingo! Beijo.

17 de out de 2010

Poesia de Domingo


A Um Ausente

Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.

Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?

Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.

Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste



Carlos Drummond de Andrade






Essa poesia é dedicada à um amigo que se foi há quase 5 anos, e sexta-feira (15/10) estaria completando 25 primaveras. 
Você foi um grande amigo, Anderson, e jamais será esquecido.

Ótimo domingo! Beijo.

15 de out de 2010

Dia das Crianças



"Ainda acabo fazendo livros onde as nossas crianças possam morar." Monteiro Lobato


"Nunca ninguém conseguirá ir ao fundo de um riso de criança." Victor Hugo


"O estudo, a busca da verdade e da beleza são domínios em que nos é consentido sermos crianças por toda a vida." Albert Einstein


"Mais vale sermos expulsos do convivio dos homens que detestados pelas crianças." Richard Dana


"De todos os presentes da natureza para a raça humana, o que é mais doce para o homem do que as crianças?" Ernest Hemingway






Um pouco atrasada, eu sei, mas não poderia deixar de homenagear esses seres tão pequeninos e que me fazem tão feliz. Esses dois pimpolhos da foto são a razão da minha vida, meus sobrinhos. rs


Feliz Dia das Crianças! 


Ps: Porque ser criança é bom demais. Eita saudade da infância. 

14 de out de 2010

Separação

Bom dia, pessoas. Tudo bem com vocês? Antes de mais nada, gostaria de dizer que andei meio ausente pois estou dando uma assistência para uma amiga que acabou de se separar, infelizmente, e pensando no que aconteceu com ela, me motivei para escrever esse post, triste, porém, muito sincero.


Sinto dizer que nada dura pra sempre, nem sempre o que queremos é o que podemos ter. 
Um relacionamento deveria durar para sempre, relacionamento entre pais e filhos, entre irmãos, entre amigos, e principalmente entre marido e mulher, mas não é assim... Sempre queremos a felicidade por completo, mas não dá pra ter. Podemos ser felizes, mas nunca o seremos por inteiro. Há sempre algo para atrapalhar, há sempre algo para entristecer, há sempre a saudade de quem está longe ou de quem já se foi. 
Resolvi escrever esse post por um único motivo: amor. 
Eu amo, e sei o que é amar. Amar é sofrer, é sorrir, é chorar, é doer, é gritar, é sentir, é voar com os pés no chão, é flutuar, é dizer adeus... 
Separar-se não é fácil. Já senti na pele a dor da separação, senti a dor da separação de um pai, e a dor de perder um grande amigo para a morte. Acho que o que é mais difícil é quando a separação acontece por vontade de apenas um lado, quando você não espera tal reação, difícil é amar e não ser correspondido, é amar e não poder ter, difícil é amar e ter que deixar partir, é ter que abrir mão querendo guardar num cofre a sete chaves, amar é dar a liberdade da escolha a quem se ama. 
Sinto pela separação de minha amiga, sinto pois não gostaria que acontecesse comigo, já tive muitas brigas, já chorei, já esperneei, já fiz malas para partir, mas não pude, não me deixaram, não quis, e não me arrependo. 
Sempre digo que em um relacionamento há sempre altos e baixos, em um momento estamos bem e no outro não, mas quando estamos juntos, quando temos um ao outro, podemos chorar, podemos pedir colo, podemos amar, podemos ser felizes com o pouco que temos. Para alguém que se ama, o muito é pouco, e o pouco é muito. 


Então, deixo minhas palavras transitarem por suas mentes e corações para que reflitam, para que dêem valor ao que tem. Briguem menos, xinguem menos, divirtam-se mais, saiam mais, sejam felizes enquanto é tempo, e mesmo que a felicidade não seja completa, um pouco que se tem dela, é o suficiente. 




Um mega beijo, e um ótimo final de semana! 

4 Mil


Ainn gente... Como fico feliz em ver que a cada dia que passa, meu blog tem mais visitas. Me lembro que resolvi fazer um blog como um diário virtual, e no entanto, se tornou muito mais que isso pra mim. Hoje não me vejo sem escrever, às vezes sumo um pouquinho, mas é sempre por motivos realmente inadiáveis (minha amiga que se divorciou e precisa de um colo, e claro, minha net pifou essa segunda-feira), mas amo desabafar aqui, amo saber que posso contar com amigos blogueiros para ter opiniões sinceras, amo conhecer mais pessoas interessantes e inteligentes a todo momento. 
Hoje acessei o blog e vi, 4015 visitas, sendo que ontem estava em três mil novecentos e alguma coisa, rs, fico realmente feliz em saber que quase 100 pessoas visitaram meu cantinho da noite para o dia. Claro que não sou Top (ainda) rs, mas um dia, who knows?! 

Quero agradecer o carinho de vocês, a paciência, o tempo, as ideias, as opiniões, as dicas... Com vocês, aprendo sempre mais. Então, muito obrigada de coração! Voltem sempre, afinal, escrevo pra vocês.


BeijãoO!

10 de out de 2010

Poesia de Domingo


Rifa-se um coração

"Rifa-se um coração quase novo.
Um coração idealista.
Um coração como poucos.
Um coração à moda antiga.
Um coração moleque que insiste em pregar peças no seu usuário.
Rifa-se um coração que na realidade
está um pouco usado, meio calejado, muito machucado
e que teima em alimentar sonhos, e cultivar ilusões.
Um pouco inconseqüente
que nunca desiste de acreditar nas pessoas.
Um leviano e precipitado,
coração que acha que Tim Maia estava certo
quando escreveu... "não quero dinheiro,
eu quero amor sincero, é isso que eu espero...".
Um idealista...
Um verdadeiro sonhador...
Rifa-se um coração que nunca aprende.
Que não endurece,
e mantém sempre viva a esperança de ser feliz,
sendo simples e natural.
Um coração insensato que comanda o racional
sendo louco o suficiente para se apaixonar.
Um furioso suicida que vive procurando relações
e emoções verdadeiras.
Rifa-se um coração que insiste
em cometer sempre os mesmos erros.
Esse coração que erra, briga, se expõe.
Perde o juízo por completo em nome de causas e paixões.
Sai do sério e, às vezes revê suas posições
arrependido de palavras e gestos.
Este coração tantas vezes incompreendido.
Tantas vezes provocado. Tantas vezes impulsivo.
Rifa-se este desequilibrado emocional que,
abre sorrisos tão largos que quase dá pra engolir as orelhas,
mas que também arranca lágrimas e faz murchar o rosto.
Um coração para ser alugado,
ou mesmo utilizado por quem gosta de emoções fortes.
Um órgão abestado
indicado apenas para quem quer viver intensamente e,
contra indicado para os que apenas pretendem passar pela vida
matando o tempo, defendendo-se das emoções.
Rifa-se um coração tão inocente
que se mostra sem armaduras e deixa louco o seu usuário.
Um coração que quando parar de bater
ouvirá o seu usuário dizer para São Pedro na hora da prestação de contas:
" O Senhor poder conferir", eu fiz tudo certo,
só errei quando coloquei sentimento.
Só fiz bobagens e me dei mal
quando ouvi este louco coração de criança
que insiste em não endurecer e, se recusa a envelhecer".
Rifa-se um coração, ou mesmo troca-se por outro
que tenha um pouco mais de juízo.
Um órgão mais fiel ao seu usuário.
Um amigo do peito que não maltrate tanto o ser que o abriga.
Um coração que não seja tão inconseqüente.
Rifa-se um coração cego, surdo e mudo,
mas que incomoda um bocado.
Um verdadeiro caçador de aventuras que,
ainda não foi adotado, provavelmente,
por se recusar a cultivar ares selvagens ou racionais,
por não querer perder o estilo.
Oferece-se um coração vadio, sem raça, sem pedigree.
Um simples coração humano.
Um impulsivo membro de comportamento até meio ultrapassado.
Um modelo cheio de defeitos que,
mesmo estando fora do mercado,
faz questão de não se modernizar, mas vez por outra,
constrange o corpo que o domina.
Um velho coração que convence seu usuário
a publicar seus segredos e, a ter a petulância
de se aventurar como poeta."


Clarice Lispector




Ótimo domingo! Beijo.
Related Posts with Thumbnails
 
A Piece of Me. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino