18 de mai de 2010

Lei de Murphy ²


Continuando com a maré de azar...
Quinta eu já estava azarada, lembram? Pois bem, saí do serviço, peguei a condução, e claro, meu marido me liga e diz que o carro não pega nem a pau. Fodeu! Beleza, fui de bus o resto do caminho, muito frio. O carro não queria pegar, e eu tinha exames para fazer na sexta de manhã. ¬¬
Dito e feito! O carro não funcionou, e lá vamos nós cedissimo pegar ônibus com neblina para o laboratório. Ok, até que demos um pouco de sorte de encontrarmos meu sogro e ele nos levou até lá (acho que essa sorte foi por causa do meu marido, senão teria até chovido granizo por termos que pegar condução). Chegamos lá, não estava muito cheio, fiz os exames, e saí. Fui na sogra e passei um tempo por lá. Ligamos para o mecânico que não podia nos socorrer porque não podia sair da oficina pois estava sozinho (detalhe que o nosso carro não sai do lugar, então teriamos que levar o mecanico em casa), e melhor ainda é que o cidadão não trabalha no sábado, nem de manhã!! Pronto, zica de novo. Meu sogro nos levou para minha consulta de tarde, demorou, e pra ajudar, o médico me pede mais um monte de exames, e não consegui marcar minhas outras consultas.
Fui pra casa descansar um pouco, afinal não sou de ferro né. Estamos lá assistindo um filminho, e meu celular toca. Minha irmã está passando mal, parece que vai ganhar o bebê prematuramente. Ôoo sorte! Quando foi 23 horas e pouco, meu celular toca de novo: Nasceu! De 8 meses e meio, mas linda pesando 2.960kg, pequenina de cabelos lisos e negros, simplesmente PERFEITA! E eu sem carro para poder visitar minha irmã e conhecer minha nova sobrinha. Chorei, de raiva, de frustração, de me sentir incapacitada. Sábado tinha que trocar a saída de maternidade que dei pra minha irmã e manchou a roupa (mais essa, manchou e a nenem nasceu e a saida de maternidade não estava lá pra ela - ódio), tivemos que ir a pé, afinal o carro não funciona. Resolvemos o que tinhamos para resolver. Voltamos pra casa, e claro, lavar roupa, fazer limpeza na casa, etc. Fui pra igreja, meu marido pediu o carro do meu sogro emprestado. Fomos pra Jacareí de noite no sábado mesmo. Pra manter a má sorte, pegamos uma MEGA neblina, que desde que me casei e vamos pra lá de vez em quando, nunca pegamos. Mas claro que teriamos que pegar pra completar o fim de semana. 
Chegamos lá, meu sobrinho grudou e não queria soltar mais, estava chatinho e sentindo falta da mãe. Domingo estavamos saindo para almoçar na minha avó, quando de repente, eu estou na calçada esperando meu marido manobrar o carro, e ele passou em cima de um saquinho (desses de lanche) de mostarda, explodiu tudo em MIM! Puta que pariu! Que maré. Fomos almoçar pra irmos ao hospital. Chegamos lá (terceiro dia de visita) o balconista diz que temos que fazer um tal de cartão verde para visitar, aff, conseguimos. Quando a vi, ainnnn fiquei deslumbrada, é simplesmente LINDA. Assim que eu tiver tempo de passar minhas fotos pro pc, eu trago pra vocês verem. Ficamos umas 3 horas por lá, e esperamos minha irmã ter alta com a bebê. Paparicamos ela um tempão, tomamos um coffe básico e viemos para Sampa de novo. 
Ah, peguei a maldita gripe que disse quinta-feira. Estou tossindo feito louca, dor no corpo, ardência nos olhos, e sem respirar. Era tudo o que me faltava. Meu carro continua sem funcionar, pois não temos tempo de levá-lo no mecânico durante a semana, e o cara não trabalha de sábado, como já disse ai em cima. Bom, vamos levando né. Desgraça pouca é bobagem, mas tenho fé que essa zica toda vai passar. rs

Até qualquer hora, amores. Beijos.

2 Opiniões:

Dani Brito disse...

kkkkkkkkk puta merda..ri mto com o saquinho de mostarda e fiquei imaginando a cena! mentesmaleficas.com..rsrs
relaxa Katia, Murphy odeia os seres humanos
=)

Kátia disse...

Com certeza ele ODEIA MESMO! Aff, nunca vi tanta falta de sorte em uma semana quanto a minha. hahahah... =P

Related Posts with Thumbnails
 
A Piece of Me. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino