12 de mai de 2010

Comigo mesma.


Vento gelado uivando lá fora, eu aqui, digitando meus pensamentos para você, blog querido, e para vocês seguidoras fofas. Dizem que quando começamos a falar sozinhos, estamos à beira da loucura, e você? Concorda com isso? Eu não. Acredito naquela veeelha frase que dizia "estou cá conversando com meus botões". É realista! Sempre precisamos de alguém para conversar, para rir ou para chorar. Precisamos de alguém que nos segure a mão, que nos abrace com carinho, que nos dê uma bronca quando necessário, que nos dê o ombro à chorar, que esteja conosco em todos os momentos. E quando não temos esse alguém, nos deparamos com nosso interior, com nossos muitos pensamentos.
Solidão é algo terrível de sentir. Já me senti só. Me sentia perdida no mundo, sem ter com quem conversar ou com quem me distrair. Senti saudades, saudades de casa, da família, de coisas tão banais para alguns, mas que tinham o valor de ouro pra mim. Dias nublados e sem graça eram os meus. Me sentia como uma gota de água doce no oceano imenso e gélido. Cercada por multidões de pessoas, mas mesmo assim, sem conseguir se misturar. 
Não conseguia me reerguer, formar amizades, voltar a ser eu mesma. Consegui! Lutei. Lutei com garra, com unhas e dentes, e me levantei. Segui em frente, fui forte e valente, superei meus obstáculos e consegui rir para a vida novamente.
Arrumei empregos, fiz amizades, algumas colegas, no entanto, acredito já ter conquistado amizades verdadeiras, e aonde menos se pode esperar. No ambiente de trabalho. Adquiri amigas, verdadeiras e sinceras, daquelas que não passam a mão na sua cabeça somente para que você se sinta na razão, são aquelas que vão te apoiar quando você precisar, e que mesmo que você esteja distante, vão se comunicar. Conquistei essas amizades em pouco tempo, mas já aprecio demais esse convívio. São pessoas lindas, por dentro e por fora. Mulheres de fibra. Obrigada por entrarem na minha vida e por permitirem que eu entrasse na de vocês. 
Conquistei uma amiga guerreira, que luta pela vida e pela felicidade como nunca vi, não se importa com nada, não se abate por comentários maldosos dirigidos à sua vida. Tem dois filhos, um da qual eu sou "madrinha". Sinto nela uma criança, natural e despreocupada. Uma grande amiga! Obrigada por ser assim.
Não posso deixar de citar minha cu querida. Uma mulher com jeito de menina, sempre está ao meu lado, nos melhores e nos piores momentos. Ela é aquela que pinta meu cabelo, rs, que me diz que estou linda, mesmo quando estou me sentindo um léxo, que me apóia, que me dá palavras de conforto quando preciso, ela está lá para dizer o que é necessário, ou até mesmo para ficar em silêncio apenas para que eu saiba que ela está ali para o que der e vier, é ela que sempre acha tudo que eu compro maravilhoso e que compra minhas coisas da Avon, rsrs, sabe dar broncas como ninguém, não te ilude e é sincera, é uma irmã mais nova, muito querida e amada, que mora no meu coração. Uma verdadeira amiga. Te amo cu, obrigada por existir.
Acredito em um bom momento sozinha, mas não de solidão. É bom ter um tempo para se cuidar, um tempo para refletir, mas não tempo demais. Tempo demais sozinho(a)  vira solidão e não é bom. Falo por experiência própria. 
Sinto-me mais leve por conversar comigo mesma, e com vocês leitoras do meu humilde blog. 


Obrigada por comparecerem de vez em quando! Beijo grande. s2

1 Opiniões:

Dani Brito disse...

Uooou! Meus olhos ficaram umidos quando li sobre as amigas no trabalho! Que fofooo katita, nao vou te pagar por isso, que fique claro..rsrs..brincadeira! Te considero muito, obrigada por entrar na minha vida tbm!
Se precisar, pode contar!
Beijos

Related Posts with Thumbnails
 
A Piece of Me. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino