12 de dez de 2010

Poesia de Domingo


Amar, Amor

A verdade que agora me atormenta
 que tem minha mente como ferramenta
é que viver algo proibido seria vivo
 neste momento cinza da minha Vida.

Algo intenso e verdadeiro com porres de vinho
 e rascunhos pela casa,
pela rua, pelo mundo,
sem se quer perder um segundo juntos.

Seria interessante nesta hora
o tempo parar e os ponteiros apontarem
que podemos sim nos amar como antigamente
de forma mais consciente,

Não diga não e não peça perdão
quando se ama com o coração
sem perder a noção da razão,
 viva comigo a alegria de viver algo proibido!

Seu alguém cuida muito bem de você,
 seus filhos são lindos,
mas não me permito não viver tudo isso com você.
Pense bem, não quero que largue ninguém,
apenas venha e permita-se viver
 tudo aquilo que te deixa feliz,
 não por mim por você.
Mais que te querer é te ver bem, meu bem.

Se você não consegue me tirar da cabeça
 é porque sou levado na batida do seu coração.

Qual é o seu desejo?
Eu recomendo usar as mãos
para sentir a alegria de volta do encanto mais amado,
são esses os meus segredos para se sair bem,
me sinto um anjo entre demônios,
mas quero a todo custo apagar a apatia de nossas vidas.
Não tem erro.
Traição é trair os mais singelos e verdadeiros sentimentos e vontades da vida,
 sem mais, que...

Seja você meu amar, amor.


Allan Rubens de Oliveira


Imagem extraída do site Fanpop.



Espero que tenham gostado desta poesia, é de um autor que conheci há pouco tempo e gostei. Ele me permitiu trazer um pedaço dele para vocês. Beijo e ótimo domingo!!

0 Opiniões:

Related Posts with Thumbnails
 
A Piece of Me. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino